O raro camião da Segunda Guerra Mundial

O Ford GTE-G622 Burma Jeep foi desenvolvido durante a Segunda Guerra Mundial, de modo a poder carregar 1,5 toneladas de carga, podendo, ao mesmo tempo, percorrer os caminhos difíceis da estrada da Birmânia.

O apelido Burma Jeep veio do seu serviço na estrada da Birmânia, ou Burma Road, uma estrada com cerca de 1154 km, que ligava a Birmânia, agora Mianmar, ao sul da China. Esta estrada passava por várias montanhas, das mais inóspitas do mundo, sendo intransitável para a maior parte dos veículos de carga, que estavam ao dispor dos Aliados na Segunda Guerra Mundial. Havia várias subidas e descidas íngremes, curvas que exigiam grandes ângulos de viragem e algumas secções onde era necessário um veículo de tracção integral com redutoras.

Desse modo foi desenvolvido o Ford GTE-G622, especificamente para fazer as transições na estrada da Birmânia. O conceito do Burma Jeep era levar a maior carga possível e, por isso, grande parte da distância entre eixos foi ocupada pela caixa de carga. A cabine estava na frente, onde era possível levar dois ocupantes. O banco do passageiro podia rodar, para este ficar a olhar para o condutor, de modo a ver a estrada e a carga ao mesmo tempo, além disso, poderia dar indicações ao condutor quando necessário.

O motor estava no meio da cabine e no meio dos dois bancos. O motor esse era de seis cilindros, com cabeça em L, de 3,7L, capaz de desenvolver 90cv às 3400rpm. Este motor estava preparado para utilizar gasolina de baixa qualidade, de 70 octanas ou menos, tinha um consumo de 31L aos 100km e atingia os 72km/h de velocidade máxima, o que já era suficiente para a qualidade das estradas para o qual foi desenvolvido. Acoplado ao motor, estava uma caixa de quatro velocidades manuais, com uma caixa de transferência para altas e baixas.

Tal como seria necessário, tem um ângulo de viragem de 32 graus e um depósito de mais de 150L. Na traseira estava equipado com rodado duplo e a maior parte dos exemplares estavam equipados com guincho na frente, bastante útil, devido às irregularidades do terreno.

Grande parte dos Burma Jeep foram utilizados pela USMC e pela Marinha Americana. Alguns foram utilizados em porta-aviões como transportadores de explosivos, com uma grua acoplado e outros foram utilizados para desmantelar minas. Apenas 15.000 unidades foram produzidas, o que faz dele um veículo raro, e muito poucos chegaram até aos nossos dias.

O exemplar presente no artigo é de 1943, servindo para transporte de tropas, tendo sido restaurado algures na sua vida. Foi destinado, em empréstimo, para a Rússia, que foi posteriormente recusado, devido ao rigoroso Inverno. Em Outubro de 2018 foi oferecido em leilão, pela Mecum, em Chicago.

Fonte: Motor24

Comments
All comments.
Comments